RP#22 – O POVO DO LIVRO (QUE NÃO LÊ O LIVRO)

19 de junho de 2016

0 Flares Filament.io 0 Flares ×


Fala Resistência, chegamos ao episódio #22 e batemos aquele papo sobre o povo que tem a sua regra de fé e prática, o relato da Revelação, a Palavra de Deus, contida em um livro, mas que incrivelmente não lê o tal livro!
Como pode ser a Bíblia o livro mais vendido da história da humanidade e ao mesmo tempo ser tão negligenciada?
Qual a real necessidade para um cristão em conhecer as escrituras? Não seria suficiente que o meu pastor leia, estude e pregue um resumo para mim? Quais o reflexos da falta de leitura bíblica nos dias de hoje? Quais os métodos de leitura bíblica deve adotar aquele que quer estudar a Palavra sozinho?
Isso e muito mais neste episódio!

Escola Bíblica Distópica composta por Rodrigo Oliveira (O Host que precisamos), Elane Souza, Rodrigo Muniz e Will Soares.

Canções/Artistas tocados neste espisódio:
Son of a preacher man – Dusty Springfield
X-Files Theme
Einar Stray – Chiaroscuro
Make your Own Kind of Music – The Mamas & the Papas
Aevin Endar – Jónsi
I amn waiting for you last summer – Sleep
Suspicious – Keith Richards
Foreigner – Hiatus
Moonage Daydream – David Bowie
O Passeio da Boa Vista – Legião Urbana
Offerging – Third Day
Imagine – Imagine Philharmonic Orchestra
Satisfaction – The Rolling Stones
Black Sugar – Understanding Funk 70
Blues of People

Comentado no episódio:

Livro Estudos no Sermão do Monte – Martin Loyd Jones
Bíblia de Estudo de Genebra

Ouça o Resistência Podcast no SPOTIFY

Fique por dentro de lançamentos e sorteios, seguindo-nos em nosso Instagram

Participe da Confraria Resistência no WHATSAPP

Nos escreva um e-mail através do endereço resistenciapodcast@resistenciapodcast.com e participe enviando suas impressões, dúvidas, criticas e sugestões de temas para episódios

  • Luã Brum Netto

    A leitura da bília é essencial na vida cristã! E não basta que saibamos as escrituras de Gênesis a Apocalipse, temos que meditar, estudar e pedir a Deus sabedoria para que possamos entender e aplicar os ensinamentos, e exemplos de Jesus, em nossas vidas! Graça e Paz, irmãos! Continuem o belo trabalho!

  • Fala pessoal, muito bom o episódio. A Bíblia é o “manual” do homem, e por isso devemos ler a Palavra de Deus diariamente. Se eu fosse dar uma dica de como começar a ler a Bíblia, iria em um linha parecida da sugestão de vocês: 1 João, algumas cartas Paulinas menores (Efésios, Gálatas, 1 e 2 Tessalonicenses, Filipenses), algum dos evangelhos (pode ser João, que é o mais exclusivo e foca na divindade de Jesus, ou Lucas), depois pular para o A.T. e ler o Pentateuco e Livros Históricos, para ter uma base para entender o que foi lido até então no N.T. e continuar a leitura posterior.

    Abraço
    EddieTheDrummer (PADD)

  • Daniel de Oliveira

    Graça e Paz irmãos da Resistência. Primeiramente quero parabenizá-los pelo excelente tema desse programa. Quero também aproveitar o espaço, para expor minha opinião no que diz respeito ao Clero Eclesiástico. Creio que devemos tomar cuidado com as generalizações. Pois no meu entender, soou um tanto negativa a figura pastoral e da liderança Cristã. Como se o fato da existência da mesma, fosse um mal por si só. É óbvio que existem os maus pastores e a manipulação de massas pela eminência em torno dessa incumbência Cristã, seja ela o pastoreio, o mestrado ou o ensino interpretativo da Escritura, mas toda via, existem os bons pastores, mestres e interpretes.

    Como seres humanos a caminho da perfeição plena, não podemos arrogar para nós, a suficiência suprema intelectual sobre todos os temas e assuntos da escritura, mas os bons pastores, mestres e interpretes da escritura existem. Existem de todas as formas possíveis, desde o mais simples estudo domiciliar ao Acadêmico. Em ambos, é Deus que dá a capacidade e abençoa as mentes pelo seu Espírito Santo. Conquanto muitos se aproveitam de suas posições com o fim de explorarem o povo de Deus para benefício de seus impérios humanos religiosos, outros trabalham com esmero para que a Graça do conhecimento de Deus em Cristo seja abundante no Reino que pertence a Deus.

    Dito isso, é importante analisarmos que não é a existência de um Clero por si só, o problema da Igreja, da falta de interesse na escritura, ou deste Não Evangelho pregado e vivido por muitos. O problema reside na corrupção do pecado, que tira o propósito da existência do Clero. Quando a Igreja é guiada por uma liderança voltada para seu objetivo de Líder segundo a vontade de Deus, não há como ser um fracasso para aqueles que estejam dispostos a aprender e a caminhar com essa gente boa de Deus.

    Em Mateus 23 Jesus fez severas advertências para os fariseus e escribas que tinham grande estima do povo como educadores e interpretes da escritura. Jesus os censura severamente, por terem uma conduta distante do ensino, por terem ensinos contrários ao real sentido da Lei e por se aproveitarem do povo de Deus, até mesmo os afastando do caminho que leva a Deus. Mas no versículo 34 ele profetiza contra os mesmos, dizendo que mestres, sábios e ESCRIBAS seriam levantados por Cristo, e esses seriam perseguidos pelos falsos religiosos, Fariseus e Escribas. O que Cristo nos ensina com isso? Não é a existência do escriba, do teólogo, pastor ou líder que corrompe a Igreja, mas a disposição do mesmo em ser fiel a carne, ao pecado e aos interesses desse mundo. Isso faz mal. Ainda que continuem a existir maus pastores, teólogos e líderes, Jesus ainda levanta bons pastores, teólogos e líderes.

    Quando existem bons pastores, teólogos e líderes, o culto nunca é um mero evento social, a exposição bíblica nunca é uma mera palestra sem importância, e Cristãos nunca são membros de um clube social, mas são Irmãos e partes coiguais no corpo místico de Cristo.

    Bons pastores, teólogos e líderes sabem que não são os conhecedores de tudo, e não tem medo de expor isso.
    Bons pastores, teólogos e líderes não manipulam o rebanho de Deus.
    Bons pastores, teólogos e líderes não desprezam o conhecimento de Irmãos, pois todos nós, que fazemos parte do corpo de Cristo somos abençoados mutuamente.
    Bons pastores, teólogos e líderes ainda podem ser encontrados em todo o lugar, seja numa simples reunião domiciliar ou numa edificação institucional, pois Deus está onde há gente compromissada com a Verdade do Evangelho e com o amor ao próximo.

    Pois se Deus preservou 7 mil que não se ajoelharam para Baal, Creio firmemente, que no meio dessa geração de falsos pastores, líderes e teólogos, Deus mantém líderes, pastores e teólogos que não se dobraram ao pecado e a negligência.

    A Resistência está em todo lugar.
    Abraços em Cristo Jesus.

    • Daniel, primeiramente muito obrigado por tão sincero e enriquecedor feedback.

      Realmente, analisando sua opinião, percebo que embora não tenha sido a intenção desmerecer lideranças eclesiásticas com a generalização das mesmas, vejo que por não termos apresentado uma contrapartida nesta parte específica do programa, corremos o risco de ter um efeito contrário ao pretendido.

      Ao citar os maus exemplos, no calor do papo, não fizemos o contrário, apresentando bons exemplos de líderes comprometidos e as vantagens de aprender com os tais, embora eu mesmo conheça muitos, sendo ainda liderados nos últimos anos por pessoas com essa boa característica.

      Talvez seja um bom ponto a ser observado daqui por diante; por todos nós. É importante mostrar os enganos, mas apresentar uma opção quando um falso evangelho se apresenta é necessário.

      Obrigado pelo teu feedback e pelas palavras que falaram muito mesmo ao meu coração, tá?

    • will soares

      Sua exposição foi de fato muito abençoada, Daniel! Como o debate estava bem fluido, acabamos não nos atentando para o contraponto exposto por você de forma tão magistral. Nossa intenção para com esse episódio foi a de expor ao ouvinte a importância das escrituras e aconselhar sobre problemas recorrentes da falta de leitura, mas deslizamos ao não valorizar verdadeiros mestres, homens zelosos pelas escrituras e apaixonados por Jesus. Segue abaixo palavras suas que faço minhas e que resumem muito bem o sentimento que temos e corrobora com o que vemos.
      “Não é a existência do escriba, do teólogo, pastor ou líder que corrompe a
      Igreja, mas a disposição do mesmo em ser fiel a carne, ao pecado e aos
      interesses desse mundo. Isso faz mal. Ainda que continuem a existir maus
      pastores, teólogos e líderes, Jesus ainda levanta bons pastores,
      teólogos e líderes.”

      Deus te abençoe em Cristo e muito obrigado pelo comentário tão pertinente.

      • Daniel de Oliveira

        As pancadas as vezes são tantas, que acabamos pensando que todo mundo é salteador, mas tem muitos bons samaritanos por aí. Abraços.

Resistência Podcast © 2016