RP#44 – A CONVERSÃO

20 de abril de 2018

0 Flares Filament.io 0 Flares ×

Fala Resistência, chegamos ao episódio 44 e vamos falar sobre o processo de conversão à Cristo.

Pode uma pessoa frequentar uma igreja a vida inteira sem ser realmente convertida? É possível saber quem é um verdadeiro cristão? A conversão é algo pontual ou pode ser construída num processo longo?

Junte-se a Rodrigo Oliveira, Will Soares, Rodrigo Muniz e Daniel Oliveira e juntos vamos pensar sobre o ponto inicial da vida de qualquer pessoa que reconhece o senhorio de Cristo.

REDES SOCIAIS:

Fanpage do Resistência Podcast no Facebook
Twitter de Rodrigo Oliveira
Facebook de Daniel de Oliveira Marques
Instagram do Resistência Podcast
Facebook de Will Soares

COMENTADO NO EPISÓDIO:

Livro O Despertar da Graça – Charles Swindoll
Série de Mensagens Gino Iafrancesco
Mensagem Caio Fábio – A Genuína Conversão

Canções tocadas no episódio: Somewhere Listening – John Forgety / Have you ever see the rain – Versão de Isa Swart

Edição de áudio e arte da vitrine:  Rodrigo Oliveira

Participe da Confraria Resistência no WHATSAPP 

Nos escreva um e-mail através do endereço resistenciapodcast@resistenciapodcast.com e participe dos episódios enviando suas impressões, dúvidas, criticas e sugestões, e nós leremos nos Contatos Imediatos

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×
  • Mael Spinelli

    Graça e paz! Ótimo podcast!
    Tenho um testemunho que entendi ser o que me moldou até hoje.

    Bem, primeiro… O contexto:
    Meu pai era desviado da AD e tinha duas famílias, minha mãe era uma católica que não acreditava nos santos, tinha desejo de ganhar uma Bíblia e era estéril.

    Meu nascimento, por si só, já me faz alguém que acredita que o homem não é tudo que existe. Pois bem, quando tinha 7 anos, 27 de abril de 97, foi quando me entreguei a Cristo, apesar da pouca idade, até hoje entendo que fui sincero naquele momento.

    Então, as experiências que mais marcaram foram 2.

    Quando eu tinha 14 anos, estava lendo Isaías 6, e pela primeira vez e partir daí, a Palavra de Deus começou a se mostrar pra mim, um dom que inicialmente associei ao chamado batismo no Espírito Santo (apesar da AD, ter como doutrina a questão das línguas)

    A segunda, foi quando estava afastado. Estava fazendo o seminário e tive uma crise existencial (cheguei a tomar remédios controlados pra controlar minhas angústias), falei com um amigo no fórum que estava acontecendo algo que eu não sabia como explicar, eu não orava, nem tinha comunhão com os irmãos, mas não conseguia permanecer no pecado. Esse amigo me deu uns links de vídeos no YouTube e comecei a ver, mas foi um vídeo da IPB, uma pregação sobre romanos 8, o Rev. Nicodemus olhou pra câmera e disse: “É Deus quem segura sua mão, e ele é onipotente!”
    Me vi como o povo de Israel exortado pelos profetas “Se Deus foi fiel comigo, mesmo quando eu não era fiel a ele…” Minha vida mudou desde esse dia, eu tinha segurança é plena alegria em servir, não por mim mesmo, mas pelo que Ele fez por mim.

    • Olá, Mael.
      É sempre muito gratificante ouvir sobre as diferentes formas como Deus age na vida de cada um, com nossos defeitos, particularidades, sendo o elo comum entre nós, os salvos.
      Muito obrigado por se dispor a compartilhar conosco a sua experiência pessoal.
      Que Deus continue te abençoando e obrigado pelo teu feedback.

    • Daniel de Oliveira

      Fala irmão Mael. Obrigado por seu feedback. Muito obrigado por ter compartilhado a sua experiência com Deus.
      Quando vejo histórias e trajetórias como a sua, e as compartilhadas no episódio, fico grato a Deus por nos salvar e nos redirecionar para o caminho. O que seria de nós sem a supervisão do nosso Senhor?! Que Deus continue firmando seus passos. Que você cresça em graça, conhecimento e maturidade no Evangelho de Cristo. Que o resistência continue sendo um canal de amigos na caminhada. Abraços em Cristo Jesus.

  • Também creio que a conversão é um processo, que continua com a santificação. Obviamente que a salvação é recebida, mas o crescimento espiritual faz parte desse processo, que só estará totalmente completo quando estivermos com o Pai.
    No meu caso, não tenho um “dia da minha conversão”. Foi um período/processo, e por isso penso que a conversão é mais racional do que emocional, ou seja, o sacrifício de Cristo não me comove (não sou Cristão por tristeza, pena ou culpa), ele me constrange (sou Cristão porque entendo o motivo e significa do que Cristo fez, o que Ele teve que passar, e tudo mais, pois o Espírito Santo me ajuda a entender tudo isso.

    Abraço
    EddieTheDrummer (PADD)

    • É isso aí, Eddie. O amor nos contrange por termos consciência, gerada por Deus, do quão miseráveis nós somos. É puro constrangimento de amor. Loucura isso, né? E glória a Deus por essa loucura, que nos salva da Ira Dele próprio.

      Obrigado pelo feedback de sempre.

    • Daniel de Oliveira

      Grande Eddie!!! Obrigado por mais um feedback. Essa questão do dia da conversão é muito “relativa”. Mesmo tendo dado um ano no rp, tudo foi um processo para que eu me descobrisse como alguém que foi alcançado por Deus. Então foram meses de um duelo da Graça contra a carne, até que eu tivesse fé para, parar de olhar pra mim como o imperdoável, e olhar para Deus como o perdoador e doador de vida. Sobre a emoção. Creio que ela faça parte do genuíno processo. Mas emoção sem razão, não rola. Doque adianta chorar a morte do cordeiro de Deus, sem permitir que Ele remova o pecado de nós? Eddie, que Deus abençoe sua vida. Que a abundante graça permeie sua vida e projetos. Abraços em Cristo Jesus.

  • Diego Dos Anjos

    Não lembro quem fez, mas um comentário me marcou e resumiu bem o assunto: A conversão é algo que vem “das entranhas”. É isso que transmite em João 3, com Jesus e Nicodemos, e que é bem exemplificado no exemplo da conversão de Paulo. Muito bom episódio!

    PS: sim, eu mentalizei a jaqueira gritando! Me julguem hahaha

    • Rodrigo E Elane Oliveira

      Se guardou que a conversão é um processo que brota de dentro pra fora e ainda tem a imagem mental da jaqueira gemendo, já atingimos nosso objetivo hahaha.
      Obrigado pelo teu feedback, mano!

    • Daniel de Oliveira

      Diego, muito obrigado por seu feedback. Ainda bem que essa ação de Deus é feita em nós. Como disse Jesus: vc não sabe de onde e como o vento vem, mas sabe e senti ele soprando. Assim são aqueles que se converteram. Determinar com exatidão quando foi que aconteceu é difícil, mas o resultado do agir de Deus é facilmente percebido. Abraços em Cristo Jesus.

Resistência Podcast © 2016